sexta-feira, 21 de março de 2014

Vambora de hj

          Vambora -Jalapão  Tocantins 

                    Região é cheia de cachoeiras, piscinas naturais e paisagens.
                          Para percorrer as atrações são necessários pelo menos quatro dias.

                                 Um destino imperdível para quem gosta do turismo de aventura.


Leste do Tocantins, no coração do Brasil. Uma região cheia de cachoeiras, piscinas naturais e paisagens marcadas pelo contraste de cores da natureza. O Jalapão é uma reserva ambiental de 34 quilômetros no meio do cerrado. Um destino imperdível para quem gosta do turismo de aventura.
O passeio começa em Ponte Alta do Tocantins, a 125 quilômetros de Palmas, a capital de Tocantins. O município é conhecido como o Portal do Jalapão. A 18 quilômetros, pela TO-255, está a primeira atração do parque: a cachoeira do Suçuapara - uma gigantesca pedra de calcário esculpida pelo tempo que forma um cânion.
Cem quilômetros a frente está a cachoeira da Velha, uma extensa queda d’água de 20 metros de altura que desce com tanta força que o banho é proibido.
Na TO-110, a 30 quilômetros de Mateiros mais uma cachoeira: a do Formiga. Ela fica dentro de um terreno particular que chama a atenção pela cor da água. De tão limpa, ganha a coloração verde esmeralda das pedras que estão no fundo. A cachoeira forma piscinas naturais de água morna e tranquila. Para entrar, basta desembolsar R$ 10 por pessoa.
A 10 quilômetros da cachoeira está o Fervedouro. Parece um poço de água azul transparente, mas na verdade é a nascente de um rio subterrâneo. A força da água vem de baixo para cima, um vulcão de água cristalina que impede qualquer pessoa de afundar.
Para percorrer as atrações do Jalapão são necessários pelo menos quatro dias. As empresas de turismo oferecem pacotes com todos os passeios, acampamento e prática de esporte. Os pacotes variam de R$ 1.800 a R$ 2.500 por pessoa.
Um dos pontos turísticos são as dunas. Elas já apareceram em gravações de filmes, novelas e minisséries. O ideal é visitar as duas no fim da tarde, que é quando o calor não está tão intenso. Além disso, o cenário fica mais bonito por causa do pôr do sol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário