quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Caixa Preta : a verdade sobre os mitos ! Mito ou verdade: os animais são capazes de pressentir desastres naturais?

Mito ou verdade: os animais são capazes de pressentir desastres naturais?
Testemunhas que sobreviveram ao tsunami de 2004, no Oceano Índico — que atingiu oito países asiáticos —, relataram que animais selvagens, como elefantes e macacos, se deslocaram para lugares mais altos pouco antes do desastre acontecer. Há relatos também de que bois, cães e outros animais domésticos pareciam angustiados e ansiosos nesse período.
Porém, será verdade que os animais são capazes de pressentir os desastres naturais? De fato, os animais selvagens precisam ter excelentes olfato, visão, audição e até mesmo a capacidade de sentir vibrações, porque esses sentidos os ajudam a sobreviver.
Além disso, muitas espécies são capazes de perceber e usar os campos eletromagnéticos, que são imperceptíveis para os seres humanos, para navegar ou encontrar presas. Porém, a previsão de catástrofes naturais é ainda uma suposição, que pode ser comprovada ou não. Algumas pesquisas já estão estudando as habilidades dos animais em detectar este tipo de desastre para, quem sabe, serem usadas ​​como um sistema de alerta precoce.

Sentidos aguçados

Fonte da imagem: Shutterstock
Os animais têm sentidos aguçados que os ajudam a evitar predadores ou a localizar presas. E a crença de que os animais conseguem prever os terremotos e tsunamis é difundida, pois, realmente, eles demonstram algumas alterações de comportamento. Mas isso não quer dizer que eles saibam que um acontecimento destruidor está para chegar.
Embora esteja claro que os animais tenham capacidades sensoriais diferentes ou até mais aguçadas em comparação com os seres humanos, são muito poucos os cientistas que apoiam a ideia de que animais e insetos possuam um sexto sentido biologicamente determinado que lhes permitiria pressagiar problemas.

Detecção de ondas

No caso dos elefantes, que supostamente teriam ido para áreas mais altas antes do tsunami, uma teoria é que eles detectaram ondas infrassônicas geradas pelo tremor. Estas ondas têm uma frequência fundamental de 20 Hz ou menos e não são percebidas pela audição humana.
As ondas infrassônicas podem ser geradas por ocorrências intensamente energéticas como terremotos, erupções vulcânicas, avalanches, raios, meteoros e quebras de icebergs. Os elefantes, rinocerontes, hipopótamos, baleias, felinos, cães e muitas aves dependem de infrassons tanto para comunicação quanto para se locomover.
Fonte da imagem: Shutterstock
Quando os elefantes do Sri Lanka detectaram as vibrações de baixa frequência iniciais provenientes do Oceano Índico, não era como se tivessem sentido que um tsunami estava se aproximando: eles apenas instintivamente se afastaram da origem do som, o que, neste caso, passou a ser a decisão certa.
Não houve nenhuma evidência conclusiva sobre a forma como os bichos podem ser capazes de prever terremotos. Mesmo assim, existem pesquisas nesse campo para verificar se existe a possibilidade de aproveitar alguns dos sentidos dos animais para prever os desastres, mas há a dificuldade de desenvolver um estudo controlado que possa conectar um comportamento animal específico à ocorrência de terremotos.
LEIA MAIS :

Nenhum comentário:

Postar um comentário