sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Vambora de hj

     Vambora-Curitiba(Paraná)
Jardim Botânico, em Curitiba, Paraná
O Jardim Botânico é o mais belo parque de Curitiba, conhecido pela grande estufa transparente, inspirada em um palácio de cristal londrino. 

Com belos parques e praças, Curitiba convida para programas ao ar livre. A juventude descolada transformou o jardim do Museu Oscar Niemeyer em seu reduto para as tardes de domingo – e apelidou o local de Parcão. Os tradicionais Jardim Botânicoe parques Barigui e Tanguá também seguem contribuindo, com maestria, para a cidade receber o título de “capital ecológica do Brasil”.
Mesmo no inverno, vale enfrentar o frio e bater perna no Centro Histórico. Todos os domingos do ano tem feirinha no Largo da Ordem, com artesanato e boa comida. Aos sábados, as barraquinhas de objetos antigos tomam a Praça da Espanha.
A gastronomia da cidade tem polo crescente na divisa entre os bairros Alto da XV e Cabral, com destaque para a Forneria Copacabana.
Parque Tanguá, Curitiba, Paraná
No terreno onde funcionavam duas pedreiras, o Parque Tanguá divide-se em duas partes. Na alta fica o mirante e belos jardins. Na baixa há lagos, pistas de caminhada, uma cachoeira artificial e um curioso túnel escavado na rocha
COMO CHEGAR
O Aeroporto Afonso Pena fica no município de São José dos Pinhais, a 18 km. Para chegar ao Centro, pegue um táxi (R$ 50, em média), um ônibus executivo (R$10, www.aeroportoexecutivo.com.br) ou um “ligeirinho”, o ônibus comum (R$ 2,60, saídas da estação-tubo ao lado do estacionamento). Os dois últimos param na rodoferroviária, na região central, perto de hotéis (e aonde chegam ônibus interestaduais). De carro, o acesso é pela BR-116 (de São Paulo ou Porto Alegre), pela BR-277 (do litoral ou de Foz do Iguaçu) e pela BR-376 (de Ponta Grossa ou Joinville).
Parque Tingui, Curitiba, Paraná
Parque Tingui: pequeno, tem ciclovia, bosque e o Memorial Ucraniano (terça a domingo, das 10h00 às 18h00) , com réplica de uma igreja ortodoxa eslava. Na loja de artesanato típico, repare nas pêssankas, ovos pintados à mão. Avenida Fredolin Wolf (Pilarzinho) Funciona 24horas.
COMO CIRCULAR
No Centro, prefira chegar a pé ou de táxi, pois há poucas vagas para estacionamento. Os ônibus, que fizeram de Curitiba um modelo de transporte público, já não estão na melhor fase, mas ainda são a opção mais eficiente.
Os “tubos”, as estações de integração, permitem trocar de veículo sem pagar nova passagem. As avenidas Visconde de Guarapuava e 7 de Setembro ligam a região central ao bairro Batel. Os parques ficam mais afastados, mas ciclovias interligam as áreas verdes.  À noite, a melhor opção é o Leva e Traz, serviço gratuito de vans que busca o turista no hotel e leva a bares e restaurantes.
Reduto de imigrantes italianos, o bairro Santa Felicidade recebe muitos visitantes em busca de uma boa massaReduto de imigrantes italianos, o bairro Santa Felicidade recebe muitos visitantes em busca de uma boa massa
ONDE FICAR
O turismo de negócios deixa cheios os hotéis de segunda a sexta-feira. Todos têm internet, mas os estacionamentos em muitos deles é cobrado à parte. Nos fins de semana, as diárias caem até 25%. Para não usar o carro, fique no Centro. Ali, você está a poucos passos dos teatros, shoppings e prédios históricos. Outro bom bairro é o Batel. Nele se concentram bares, restaurantes e baladas.
Cerejeiras no Jardim Botânico de Curitiba, o mais belo parque da cidade
Cerejeiras no Jardim Botânico de Curitiba, o mais belo parque da cidade
ONDE COMER
Centro e Batel concentram a maior parte dos bares e restaurantes. Com grande movimento à noite, as paralelas Avenida do Batel e Alameda D. Pedro II são cheias de opções. Nesta última fica o estreladoManu, de cozinha contemporânea. Mais recentemente, os bairros Alto da XV e Cabral têm incorporado novos bistrôs e endereços arrojados – entre as novidades do GUIA BRASIL 2013, do GUIA QUATRO RODAS, estão a Forneria Copacabana e a Casa Paco. Quem busca tradição tem destino certo: os rodízios italianos de Santa Felicidade, nos almoços de domingo.
Parque Barigui é a principal área de lazer de Curitiba, com grande área verde, churrasqueiras, espaço para exposições e museu
O Parque Barigui é a principal área de lazer de Curitiba, com churrasqueiras, quiosques, espaço de exposições, o Museu do Automóvel e grande área verde
Centro Histórico de Curitiba (PR)
O Centro Histórico de Curitiba conta com antigas igrejas, centros culturais, museus, galerias de arte, além de ficar próximo a bares e restaurantes
Em um ônibus aberto chamado Linha Turismo, turistas conhecem as principais atrações de Curitiba
Em um ônibus aberto chamado Linha Turismo, turistas conhecem as principais atrações de Curitiba
SUGESTÕES DE ROTEIROS
1 dia – Vale a pena pegar o ônibus da Linha Turismo para visitar boa parte da cidade. Você pode descer e conhecer melhor os principais cartões-postais, como o Jardim Botânico e o Teatro Ópera de Arame. Visite também o Museu Oscar Niemeyer, sempre com exposições interessantes e um jardim que rende boas fotos. Jantar no contemporâneo Manu é uma ótima forma de encerrar esse dia.
2 dias – No fim de semana, o programa clássico é almoçar no bairro Santa Felicidade e visitar algum parque – o Tanguá, um dos mais bonitos, ou o Barigui, ótimo para fazer exercícios. Acorde cedo no domingo para conhecer a Feira do Largo da Ordem, com barraquinhas de artesanato e de comidinhas. Aproveite para caminhar pelo Centro Histórico e, ao final do dia, experimente o famoso submarino (chope com uma dose de steinhaeger) do Bar do Alemão.
4 dias – Aproveite para fazer uma viagem até a vizinha Lapa, a menos de uma hora da capital. Ali, caminhe pelo Centro Histórico da simpática cidadezinha e observe suas construções preservadas. O cênico passeio de trem pela Serra do Mar merece um domingo completo. O comboio passa por pontes, túneis e paisagens incríveis e ainda pelo Parque Estadual do Marumbi. O trem faz uma parada na cidade de Morretes, onde é servido o famoso barreado.
Projetado por Oscar Niemeyer, o
Projetado por Oscar Niemeyer, o "Museu do Olho" tem acervo de obras contemporâneas e mostras temporárias
Cartão-postal da cidade, o Teatro Ópera de Arame é uma grande estrutura de metal tubular, com teto e paredes transparentes
Cartão-postal da cidade, o Teatro Ópera de Arame é uma grande estrutura de metal tubular, com teto e paredes transparentesO Paço da Liberdade, construído em 1916, recebe shows e mostras de arte
O Paço da Liberdade, construído em 1916, recebe shows e mostras de arte
Em dezembro, o Palácio Avenida, prédio de 1929, é iluminado com quase 100 mil lâmpadas e recebe corais de crianças Agora em  dezembro, o Palácio Avenida, prédio de 1929, é iluminado com quase 100 mil lâmpadas e recebe corais de crianças

QUANDO IR
Em fevereiro e março, os hotéis lotam por conta da Oficina de Música e do Festival de Teatro. Durante todo o ano, você encontra tarifas mais baratas nos finais de semana. No inverno, prepare-se para enfrentar muito frio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário