quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Fatos científicos mais felizes dos últimos tempos

Os 17 fatos científicos mais felizes dos últimos tempos





Que tal dar um tempinho nas notícias difíceis do dia a dia e conferir alguns fatos felizes da ciência? Entre carinho de leões, amizades de baleias, leão-marinho dançante e até uma rosa cultivada no espaço, existe sempre uma nova descoberta feita pelos cientistas que pode alegrar o nosso dia. Confira abaixo.

1 – Só love

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Uma pesquisa revelou que os batimentos cardíacos dos amantes sincronizam quando eles olham nos olhos um do outro. Pode existir algo mais romântico do que essa constatação científica? O estudo foi feito com 32 casais que foram monitorados enquanto se olhavam, demonstrando esse resultado.

2 – O calor de uma mensagem


Sabe aquela sensação gostosa que você tem quando lê as mensagens positivas ​​de seus amigos e familiares? Ela foi comprovada cientificamente através de uma pesquisa, que mostrou que a experiência de se sentir conectado com outras pessoas provoca uma sensação agradável produzida por um aumento da temperatura do corpo. Um “calorzinho do bem”.

3 – Agradeça e seja feliz

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Você sabia que expressar o sentimento de gratidão pode lhe deixar mais feliz? De acordo com algumas pesquisas, expressar o seu agradecimento pelos acontecimentos do dia ou mesmo em pequenos gestos para outras pessoas pode deixar os seus dias melhores e mais alegres.

4 – Chameguinho de leão

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Apesar de serem considerados perigosos (e realmente são), os leões adoram um carinho e se aninham uns nos outros para manterem os laços de amizade, principalmente esfregando as suas cabeças. Essa foi a forma mais observada pelos cientistas sobre o afeto entre os leões.

5 – A “brodagem” entre baleias e golfinhos

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Uns são fofos e simpáticos outros podem ser mais perigosos, porém eles podem muito bem ser amigos. Sim, golfinhos e baleias podem manter amizades “interespécies” e até brincarem juntos, de acordo com uma pesquisa feita pelo Museu Americano de História Natural.

6 – Baleias jubarte formam amizades duradouras

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Uma pesquisa revelou que algumas baleias jubarte se reconhecem e se reencontram a cada verão no Golfo de St. Lawrence para se alimentar e nadarem juntas. O estudo mostrou que a amizade mais longa durou seis anos e sempre é entre fêmeas com idades próximas.

7 – Até mesmo os tubarões fazem amigos

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Algumas pesquisas mostraram que algumas espécies de tubarões se reúnem para a reprodução, para a caça cooperativa e até para proteção contra o assédio sexual vindo de outros grupos.

8 – Nebulosa peixe-boi

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Existe uma nebulosa na galáxia que se parece com um peixe-boi, por isso os cientistas a rebatizaram em uma cerimônia especial, que aconteceu na Flórida. Originalmente, a nebulosa tinha o título de W50.

9 – Uma rosa no espaço

Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
Alguns astronautas cultivaram uma rosa no espaço para saber se o crescimento dela era similar ao das plantas na Terra. Ela cresceu, mas teve algumas diferenças no aroma devido ao ambiente de micro gravidade.

10 – Nós somos feitos de estrelas

Fonte da imagem: Shutterstock
Sim, somos filhos da poeira estelar. Quase todos os elementos que formam o ser humano vieram das explosões de estrelas, pois, basicamente, somos formados por carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.

Confira mais algumas!

11 – Se apaixonar aumenta os níveis de crescimento neural, uma proteína importante para a manutenção do sistema nervoso central.
12 – Chimpanzés constroem um novo ninho a cada noite nas árvores, usando folhas mais suaves para usar como travesseiro.
13 – “Efeito Felícia”: uma pesquisa feita pela Universidade de Yale revelou que algumas coisas são tão fofas que não conseguimos aguentar e temos realmente a vontade de apertá-las!
14 – A dança do leão-marinho: biólogos descobriram que essa espécie consegue manter o ritmo com sinais sonoros e mesmo com música, sendo o primeiro mamífero (não-humano) a demonstrar essa capacidade.

15 – Escaravelhos podem usar a Via Láctea para se orientar. Um estudo demonstrou que a espécie explora a localização dos astros para se mover ao longo de extensos caminhos.
16 – Esta tartaruga ganhou próteses de nadadeiras e agora ela pode nadar de novo pelos mares. Ela perdeu os membros possivelmente por ataque de tubarão.
Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed
17 – Durante a Idade do Gelo, há 32 mil anos atrás, um esquilo enterrou uma semente, que agora foi cultivada e floresceu.
Fonte da imagem: Reprodução/Buzz Feed

Nenhum comentário:

Postar um comentário