sábado, 17 de agosto de 2013

1° vez em 35 ANOS: Nova espécie de mamífero carnívoro é descoberta

Nova espécie de mamífero carnívoro é descoberta







Pela primeira vez em 35 anos, uma nova espécie de mamífero carnívoro foi descoberta no mundo. Nativo das florestas da Colômbia e do Equador, o animal é o mais novo integrante da família dos guaxinins e foi identificado por uma equipe de cientistas liderada pelo Smithsonian Institute, dos EUA.
O bichinho, uma criatura de pouco menos de um quilo, embora tenha recebido o nome científico de Bassaricyon neblina, foi batizado carinhosamente de “Olinguito” — se é que podemos considerar esse nome carinhoso! O curioso é que esse mamífero faz parte do gênero Olingo, do qual existem inúmeros espécimes expostos em zoológicos e museus. Além disso, muitos desses animais já foram inclusive rastreados e estudados na natureza.

Análise detalhada

Fonte da imagem: Reprodução/Smithsonian.com
Contudo, quando os cientistas iniciaram uma análise detalhada das diversas espécies de olingos que existem por aí, eles perceberam que alguns dos animais examinados apresentavam características muito diferentes das dos demais espécimes, como pelagem mais longa e o crânio de menores dimensões.
Fonte da imagem: Reprodução/Smithsonian.com
A partir dessa curiosa descoberta, a equipe decidiu ir a campo — especificamente às florestas andinas do Equador — para verificar se essa nova espécie ainda podia ser encontrada na natureza. E, efetivamente — e felizmente também —, os pesquisadores encontraram alguns grupos, observando que esses animais se alimentam principalmente de frutas, tendem a permanecer grande parte do tempo nas árvores e são criaturas de hábitos noturnos.
Apesar das descobertas, os pesquisadores admitem que sabem muito pouco sobre o Olinguito, e que existem muitas questões que precisam ser respondidas sobre esses animais. Ainda não se sabe, por exemplo, em quantos países esse bichinhos podem ser encontrados, nem como garantir a sua preservação. O mapa abaixo mostra as áreas — marcadas com pontos em preto — nas quais a ocorrência do novo mamífero foi confirmada.
Fonte da imagem: Reprodução/Smithsonian.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário